Hebreu de mim

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Saindo pra dentro


Terra prometida...processo de renúncia ao conhecido e abertura para o novo. Peregrinação pra dentro!

Sai pra dentro de ti
Vai pra onde eu mostrar
Vai ser andarilho
Vai ser como o Filho
Pela fé andar
Peregrino
Andar feito menino
Sem importar chegar
Levanta, põe-te em fé
Começa a caminhar
Caminho que é fim
Caminho que é em mim
Pra dentro de ti
De volta pra cá

hugo


O Evangelho é o convite para viagem para dentro, feito hebreu que desbrava o desconhecido.

13 comentários:

Cláudio Nunes Horácio disse...

muito bom!

Amanda Luna disse...

Lindo texto, as vezes precisamos viajar para dentro mesmo!!!
Beijão
www.sermulhereoamximo.com.br

disse...

Muito bom. Parabéns ao Hugo!

René disse...

Dri,

Como eu disse lá no Hugo, palavras perfeitas, pra quem é santuário!

Bj e Paz!

Hermes C. Fernandes disse...

Oi Adriana!

Que tal trocarmos banners?

Parabéns pelo seu trabalho aqui. Cada vez melhor.

Abs.

www.hermesfernandes.com

Amana C. disse...

hmmm... muito bom!
quem é o hugo? [vou lá ver, rs!]

Hugo Lucena Theophilo disse...

Hebreu de mim...como eu não pensei nisso??? rsrs

Adriana disse...

Mano,

quando li seu texto, foi o calou em mim. Agradeço sua disposição em compartilhar tais perolas.

beijos reverentes em vc

Adriana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eduardo Medeiros disse...

Belo poema...

o caminho mais difícil é este, para dentro de nós; difícil mas necessário e profundamente compensador.


beijos

Regina Farias disse...

Vou descobrir o que me faz sentir/ Eu, caçador de mim (Sérgio Magrão e Luiz Carlos Sá)

Terá sido essa ânsia, essa vontade, esse estado constante de progressão, o que inspirou tais poetas?

Sim, pois somos fruto da desinstalação, da capacidade de andar para a frente, de cruzar fronteiras, de transgredir, e só conseguimos alcançar esse intuito quando saímos de nós mesmos para então, paradoxalmente, nos encontrarmos.

"Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim".

Eder Barbosa de Melo disse...

Sem palavras.

Pra não ser repetitivo.

Adri, cada vez melhor! Beijo.

João Carlos disse...

Apóstola,

Tenho evitado comentar pq voltei meio burro das minhas férias.. rsrs

Gostei! (é o máximo que arrisco dizer... rerê)

Beijos

JC

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB