Desconstrução

terça-feira, 6 de julho de 2010

Não sou pastor


por Jorge Salvador

Se for para ser mais que outros, não sou pastor.
Se for para ser grande, não sou pastor.
Se for para presidir, não sou pastor.
Para ser pastor “evangélico”, não sou pastor.
Para ser dono de ovelhas, não sou pastor.
Para controlar pessoas e grupos, não sou pastor.
Para ser chamado de “reverendo”, não sou pastor.
Para ser intitulado de pastor, não sou pastor.
Se for para ser “cobertura espiritual” de alguém, não sou pastor.
Ao me chamarem no portão: Pastor? Não me chamaram.
Pela consagração denominacional, não sou pastor.


Quando cuido dos pequeninos do Pai, sou pastor.
Quando ajudo o que perdeu o caminho a encontrá-lo, sou pastor.
Quando levo o sedento à água, sou pastor.
Ao alimentar o próximo, sou pastor.
Ao dar carinho, amor, bondade, graça e misericórdia, sou pastor.
Mas ao fazer tudo isso, ainda serei servo inútil. E é isso o que todos deveriam fazer.
Ao acharem que sou pastor, diga-o aos outros, portanto não me chamem de pastor, pois seria um elogio ao dom imerecido.
Logo, seria para mim rede e laço, nas quais você não quer que eu venha cair.

Vi no T7

13 comentários:

Cláudio Nunes Horácio disse...

maravilhoso! assino embaixo.

João Carlos disse...

"Tapanacara", como diria Raulzito!

Regina Farias disse...

Caramba...

Em mim fica a forte sensação de que o primeiro parágrafo traça o perfil do "pastor" que se vê por aí... :(

disse...

Para ser pastor “evangélico”, não sou pastor.
Para ser dono de ovelhas, não sou pastor.
Para controlar pessoas e grupos, não sou pastor.
Ao acharem que sou pastor, diga-o aos outros, portanto não me chamem de pastor, pois seria um elogio ao dom imerecido.
Logo, seria para mim rede e laço, nas quais você não quer que eu venha cair.

Maravilhosos Drica. muitos esqueceram o que é ser pastor de verdade. Amiga quando der entre no bate papo para nos falarmos ok. bjs e Paz!

Papo de Mané disse...

Amei o texto!! Me identifico plenamente como todas as palavras descritas... Os "pastores" que precisamos devem ser: gente amando gente e cuidando de gente... o demais é mero hierarquismo religioso pagão...
Grande abraço!!

Riva

Adriana disse...

Riva,

vc resumiu brilhantemente!!!

grande abraço.

Eder Barbosa de Melo disse...

Puxa, nesse ponto de vista, fiquei triste porque acabo de constatar: eu NUNCA conheci um pastor que possa se chamar "pastor".

disse...

kkk Boa Eder. desculpa não resisti!

Adriana disse...

Calma pessoas!!
ainda há esperança para o bicho homem.

Eu conheço pastores de verdade.

Eduardo Medeiros disse...

caramba, não sei o que aconteceu com o meu blogger, mas todos os blogs que os comentários abrem nessa janelinha separada, estão aparecendo para mim muito pequeno!!! Não consigo nem ver o que estou digitando. Isso também está acontecendo com a página inicial do painel do meu blogger.

Alguém tem ideia de como sanar tal laço do capeta??????

Eduardo Medeiros disse...

É sério, mal consigo ler os comentários doa amigos...

mesmo assim, devo dizer, que essas características do "verdadeiro pastor" é difícil encontrar em algum pastor...

Outra coisa, não gosto dessa coisa de dizer: "sou um servo inútil" ou "sou pó e cinza da terra" ou "sou um verme diante de Deus".

Ou é falsa humildade ou é caso de baixíssima auto-estima. Trabalho para os psicólogos...

BLOG PONTO DE VISTA disse...

A PAZ...
gotei muito do seu blog
já linkei
www.jotabepontodevista.blogspot.com
JB

Simone C. disse...

Oláa Adriana !

Passei para conhecer seu espaço e já estou seguindo ...

Gostei muito do seu layout tb.

Obrigada pelo comentário.

;)

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB